Companhias aéreas retomam voos nos aeroportos de Santa Catarina




Quinta, 28/5/2020 20:07.

As três principais companhias aéreas brasileiras – Gol, Latam e Azul – começam a retomar, aos poucos, a frequência de voos domésticos nos aeroportos de Santa Catarina. Além disso, o presidente Jair Bolsonaro incluiu o transporte interestadual e internacional de passageiros como uma das atividades essenciais. A expectativa das empresas do setor é de um leve aumento da demanda. A oferta de voos foi reduzida a uma malha mínima essencial, em comum acordo com o governo, no início da pandemia do Covid-19 no país.

Conforme Cibeli Oliveira, diretora comercial e de marketing da agência de viagens corporativas TripService, a inclusão de novos voos nos aeroportos de Santa Catarina assegura o transporte de bens em maior escala e velocidade e impulsiona a retomada econômica. Os voos adicionais ligam Santa Catarina às principais cidades econômicas do Brasil, como São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas e Guarulhos.

“Elas são também hubs das companhias aéreas, permitindo a conexão com demais localidades em todo o Brasil”, observa.

Cibeli acrescenta que Santa Catarina é um estado importante tanto economicamente como em relação à questão da saúde e de fabricação de itens essenciais, de primeiro consumo, para todo o Brasil. Possui portos e aeroportos fundamentais para o recebimento e escoamento destas mercadorias para toda a população.

Em Santa Catarina

A Gol Linhas Aéreas divulgou as alterações implementadas em sua malha aérea de junho, que entra em vigor no próximo dia 1º e segue até o dia 30: serão 100 voos diários no país, ante os 68 previstos na malha de maio, um acréscimo de 47%. Desse total, 20 voos terão início em 10 de junho, incluindo Chapecó, que terá ligação com o Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos (GRU), com três frequências semanais. O Aeroporto de Congonhas passa a complementar as ofertas de Guarulhos, que deixa de concentrar todas as atividades da Gol e a empresa restabelece as decolagens deste aeroporto paulista para Florianópolis e Navegantes.

Em abril, a Azul retomou as operações em Chapecó e em Navegantes, além de seguir operando em Florianópolis. A empresa ainda não tem previsão para a retomada dos voos nas demais bases de Santa Catarina.

O Grupo Latam Airlines anunciou aumento gradual de suas operações. Em Santa Catarina, no mês de junho, a companhia irá operar voos nos aeroportos de Chapecó, Jaguaruna e Joinville (com destino a Congonhas) e de Florianópolis e Navegantes (com destino a Guarulhos). Os voos da companhia na capital catarinense começam no dia 2 de junho. Em Navegantes, o início das operações está previsto para o dia 14, enquanto Joinville, Chapecó e Jaguaruna terão os voos da Latam retomados no dia 23 de junho.

Protocolos de segurança

Para o diretor geral da Floripa Airport, Ricardo Gesse, os números demonstram uma evolução significativa em relação ao início da pandemia, representando uma retomada e uma esperança de melhora para o mercado.

“Vale ressaltar que a Floripa Airport segue com protocolos rígidos para garantir uma estrutura segura, alguns implantados de forma pioneira no país. Portanto, os passageiros vão encontrar novos procedimentos sanitários, e nós contamos com a colaboração deles, especialmente, mantendo o distanciamento mínimo de 2 metros, higienizando as mãos e fazendo uso de máscaras”, diz Gesse.

As aeronaves das três companhias aéreas são equipadas com sistemas de ar condicionado que possuem filtros HEPA (High Efficiency Particulate Air), que renovam o ar de toda aeronave em um intervalo de poucos minutos e conseguem extrair até 99,9% dos vírus existentes, extinguindo até mesmo os mais pequenos, incluindo o novo coronavírus. “Vale lembrar que o transporte aéreo é considerado o transporte mais seguro que existe, segundo a Associação Internacional de Transportes Aéreos (IATA) e o risco de contaminação dentro de uma aeronave é bem menor do que em um escritório, justamente pelos filtros de ar HEPA”, finaliza a diretora da TripService.

Principais medidas de segurança no voo

  • Obrigatoriedade de uso de máscaras
  • Tripulantes com máscara e luva
  • Álcool em gel e lenços desinfetantes disponíveis
  • Serviço de bordo suspenso

Fonte: Buriti Jornalistas Associados



via: Página 3