Policiais civis de SC receberão capacitação para aplicar testes rápidos da Covid-19




A Polícia Civil de Santa Catarina inicia nesta quinta-feira (14) um curso de capacitação e qualificação para a realização de testes rápidos da Covid-19, em formato EaD. O curso surgiu da exposição dos policiais civis e da necessidade de cuidado com a sociedade diante da pandemia causada pelo coronavírus.

O curso faz parte da luta contra o coronavírus. Com este conhecimento, os policiais capacitados poderão fazer a testagem rápida dos servidores que estão com suspeita de estar com a Covid-19. Inicialmente, os policiais civis que vão participar do curso são pessoas com formação na área da saúde, que serão referências neste quesito em suas diretorias e regionais para fazer a testagem rápida após a triagem e monitoramento da Coordenadoria de Saúde Ocupacional (CSO) da Gerência de Gestão de Pessoas da PCSC. Além desses policiais, já existe, desde o início da pandemia, um psicólogo policial que monitora o policial suspeito da Covid-19, desde a infecção até seu restabelecimento total.

Daremos mais conhecimento aos nossos policiais para se cuidarem e, também, apoio estrutural para que façam isso através de uma rede oferecida pela própria PCSC. Seja pelo monitoramento e acompanhamento das pessoas com casos suspeitos, seja pelo apoio para testagem rápida e cuidados, inclusive de acompanhamento psicológico pela CSO”, reforça a escrivã e enfermeira Adriana Duarte, referendada pela comissão de controle da propagação do coronavírus na Polícia Civil e que preparou o conteúdo do curso.

Além de estudar o histórico das grandes pandemias e o que aprendemos com elas, o curso ensina o que é o Coronavírus, Covid, sinais, sintomas, meios de prevenção, tratamentos, protocolos e aplicação da testagem rápida de forma real, videoconferência, usos de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), estatística mundial e na instituição. “Criamos o protocolo de atendimento para testagem rápida com critérios voltados à realidade da instituição PCSC e com base as diretrizes do Ministério da Saúde, Anvisa e Organização Mundial da Saúde (OMS)”, pontuou Adriana.

O curso foi criado por meio de um projeto criado na Coordenadoria Pedagógica da Acadepol que foi aprovado pela Gerência de Ensino, Pesquisa e Extensão da Academia, com apoio incondicional do Gabinete da Delegacia Geral. A ação sinérgica da CSO com a Acadepol proporcionou apresentar a importância do curso às diretorias para dar assistência aos policiais civis catarinenses, beneficiando não apenas o quadro da Polícia Civil, mas a sociedade atendida.

Foto: Mauricio Vieira / Secom SC








via:NOTÍCIAS DO VALE